Iteris & Recovery

Como a cultura DevOps assegura agilidade, amplifica relações e cria melhores ambientes para negócios

Introdução

As novas configurações do ambiente social, como a urgência e emergência da inovação, estão demandando novas posturas corporativas, uma cultura mais ágil, capaz de dar respostas rápidas para diferentes demandas diárias - uma realidade que as empresas e os profissionais responsáveis pela liderança e gestão de TI não podem ignorar. Isso faz com que o ato de pensar, planejar estrategicamente e executar mudem de maneira contundente.

É nesse cenário, marcado pela emergência de uma sociedade cada vez mais conectada e móvel, que a cultura DevOps se apresenta como um caminho assertivo para que organizações de todos os tamanhos e perfis consigam estar em linha com as novas tensões culturais, que envolvem comunicação e relacionamento, em novas interfaces.

Com o objetivo de otimizar os times de desenvolvimento e operações, a cultura DevOps possibilita a criação de um fluxo contínuo de melhorias e colaboração entre equipes multidisciplinares, automatizando os processos e fornecendo valor para o cliente de forma ágil e organizada, ou seja, a qualidade do que é entregue na ponta acaba sendo três vezes maior.

A aplicação de DevOps proporcionou agilidade, escalabilidade e agregou valor para a Recovery, que notou essas mudanças em seus processos internos após a contratação do serviço oferecido pela Iteris. Por meio de um trabalho de assessment, a equipe especializada da Iteris avaliou e identificou os principais pontos a melhorar, diminuindo o tempo de entrega, reduzindo custos, otimizando tempo da equipe, automatizando processos e proporcionando mais confiabilidade e disponibilidade para gerar novos negócios.

A Recovery

Expertise em regularização de dívidas

A Recovery, empresa do Grupo Itaú e plataforma pioneira de cobrança de dívidas no Brasil, conta com cerca de 300 colaboradores e mais de 20 anos de atuação.

Como um dos principais players desse mercado, são especialistas em recuperação de crédito, cuidando de toda a gestão e administração de dívidas de seus mais de 27 milhões de clientes, por meio de negociações sustentáveis.

Com uma base de mais de R$110 bilhões de carteiras inadimplentes sob gestão, a empresa carrega como propósito a transformação de dívidas em recomeços, oferecendo condições favoráveis para que os seus clientes voltem a ter crédito no mercado. Para isso, a Recovery busca estar em linha com as tendências tecnológicas globais.

Os desafios do projeto com a Iteris

Há dois anos, enfrentando um crescente número de novos negócios e demandas - um cenário que exige velocidade de entrega -, os executivos da Recovery buscavam novos caminhos para melhorar o desempenho de suas tecnologias, para garantir comunicações e serviços mais eficientes.

A empresa enfrentava fatores comuns entre as organizações criativas e inovadoras, que estão em curva agressiva de expansão e seguem buscando ineditismo em um cenário de transformação digital. Além disso, já durante a pandemia, a Recovery notou que seus sistemas internos precisavam de um olhar crítico e minucioso, mais a necessidade de ganho em desempenho. Ou seja, os processos não estavam andando de mãos dadas com as exigências dos projetos, afetando as entregas e a operação do negócio como um todo.

Com uma pequena equipe de profissionais de TI, que incluía infraestrutura e expertise, a Recovery reconheceu na Iteris a capacidade para dar um grande salto de desenvolvimento em sua área de tecnologia - uma aproximação que veio por uma recomendação técnica interna.

A Iteris, uma consultoria com 12 anos de mercado, mais de 100 grandes clientes, operações no Brasil e Estados Unidos - recebia o desafio de colocar o modelo de TI da Recovery em outro patamar - entre os mais eficazes, capaz de impactar o seu ecossistema de negócios.

Particularidades do projeto

O projeto iniciou pela implementação de melhorias no RaaS (Recovery-as-a-service), um sistema complexo que possui um conjunto de APIs que se comunicam com outros parceiros durante a negociação de dívidas.

Um processo de mapeamento de oportunidades de modernização era necessário, com uma visão completa, passando pela arquitetura, código da aplicação e banco de dados. Além disso, ajustes no fluxo de deploy para acelerar o tempo de implantação dessa modernização também precisavam ser considerados, com foco nos princípios da cultura ágil.

Esse mapeamento era o primeiro passo para atingir o principal objetivo da Recovery: acelerar o volume de comunicação do RaaS e aumentar o volume de negócios da organização, que por muitas vezes, se deparavam com o sofrimento do sistema em momentos de picos de requisição ou de fechamento de negócios.

A Recovery buscava um sistema que respondesse de forma efetiva independentemente do volume de requisições. Afinal, pior do que a dor de não ter o cliente, é estar diante de uma real possibilidade de fechar um novo negócio - ou mesmo já tê-lo fechado -, e o sistema não corresponder à nova demanda.

Com isso, algumas estratégias desenvolvidas pela Iteris foram colocadas em prática, e dessa forma a empresa continuou ganhando valor, influência e pujança para crescer dentro de seu mercado.

As soluções

O trabalho com a Recovery foi iniciado com o assessment da Iteris, um dos mais reconhecidos do mercado, por seu nível crítico de detalhamento. O primeiro passo foi identificar e traçar a rota para todas as melhorias necessárias no RaaS - arquitetura, banco de dados, código e esteira de deploy -, com um diagnóstico preciso sobre o desempenho real, no qual as equipes especializadas da Iteris entrevistaram as áreas, entenderam as dores apontadas e, a partir daí, montaram um plano personalizado, de acordo com as demandas e necessidades das equipes, apontando as melhores soluções.

Em seguida, com um squad especializado e com um backlog traçado e priorizado, iniciou-se a etapa de implementação das melhorias no sistema. No segundo sprint deste time, foi possível aumentar em 10 vezes o volume de requisições. Até o final do terceiro mês de projeto, a quantidade de servidores diminuiu de 10 para apenas 2. Além disso, durante a entrega da aplicação não houve nenhum bug ou issue, graças ao trabalho do Chapter de Qualidade de Software da Iteris.

Como resultado da cultura de desenvolvimento ágil da Iteris, foi a vez da implantação e melhoria da cultura DevOps na Recovery, automatizando processos, e, consequentemente, diminuindo o tempo de entrega e a complexidade das execuções, levando todas as boas práticas do mercado, implantando e melhorando ferramentas. Além de implantar, os Arquitetos de DevOps da Iteris treinaram a equipe da Recovery para manutenção e evolução dos processos e das esteiras.

Com essas soluções, foi possível garantir uma otimização da infraestrutura com processos e tecnologia de ponta, gerando mais valor ao negócio, além de um ganho de produtividade e a criação de planos de contingência para evitar que as pedras emergentes no meio do caminho pudessem afetar negativamente a evolução dos processos.

Os resultados

Com a implementação das melhorias no RaaS e da cultura DevOps, a Iteris proporcionou a desburocratização dos processos internos da Recovery. O trabalho em parceria com as equipes das duas companhias rendeu ganho de produtividade, ou seja: escalabilidade, agilidade, flexibilidade, confiabilidade e inovação nos serviços prestados.

Em menos de um ano de intensa atuação, os profissionais da Iteris implantaram melhorias nos sistemas por completo e, com a automatização dos processos, obtiveram um retorno relevante de redução de custos e contabilizaram, entre outros números, 270 dias economizados de mão de obra humana, além de elevação do ROI do RaaS com um maior volume de operações e custo reduzido com sua infraestrutura.

Antes, os processos dentro da Recovery eram feitos manualmente, com muito mais tempo para entrega. Após a implementação do novo formato, a empresa notou que a rapidez é um dos fatores principais, além de que agora o volume de bugs diminuiu drasticamente.

Com a redução das intervenções manuais de profissionais nos ambientes produtivos, os riscos relacionados a dados foram consideravelmente minimizados. Atualmente, há uma governança do que precisa ser colocado à frente, além de disponibilidade para com todas as demandas. Fator que refletiu na ponta, nos quais os parceiros de negócios da empresa notaram a redução de tempo, estando dentro do timing de negócio deles. Isso, consequentemente, se traduz em mais negócios fechados.

Há também uma clareza da inserção da Recovery no âmbito da transformação digital: agora, os sistemas são capazes de superar a volatilidade do mundo atual.

“Todo esse arcabouço tecnológico que a Iteris está nos ajudando a construir é a base do futuro de negócio da Recovery. A cultura DevOps nos ajuda a atender mais rápido as demandas de uma correção de bug, com a capacidade de reagir rápido, seja um problema recorrente ou uma demanda nova. Todas essas melhorias estão contribuindo para conseguirmos evoluir na qualidade e entrega de nossos serviços. Acreditamos que este caminho, de investir em um suporte confiável para nos manter atualizados com as inovações do mercado, é uma trilha sem volta”, declara Wendel Santos, Head of Information Technology no Grupo Recovery.